0

OS 13 PORQUÊS

os 13 treze porques thirteen reasons why jay asher

Clay Jensen é um adolescente como qualquer outro, que até duas semanas atrás, quando junto com colégio inteiro recebeu a notícia do trágico fim que Hannah Baker escolheu para si, vivia uma vida comum e tranquila. Isso está prestes a mudar quando, ao chegar da escola, depara-se com uma entrega um tanto inconveniente em seu nome: uma misteriosa caixa. A caixa continha sete fitas, de cada lado das sete, um número. Apenas a última só havia sido enumerada um lado, o número treze. O garoto descobre que as fitas não foram entregues por acaso, cada número representava uma pessoa, um motivo que levou a garota dos seus olhos a acabar com a própria vida- Clay é um deles-. Tomado pela curiosidade, confusão e desespero, ele embarca em uma viagem ao passado da vida de Hannah para descobrir qual foi enfim, sua contribuição para a morte da garota, e acaba se vendo obcecado por cada segredo, constrangimento e desilusão narrados nas fitas.

É assim que Jay Asher, autor da trama, que diz ter sido inspirada em uma visita ao museu, quando escutava os comentários narrados sobre as obras em um áudio-guia, deixa o leitor, curioso como se fizesse parte da história. O suspense é repartido em dois pontos de vistas, um narrado por Clay e o outro por Hannah.

Apesar de muito bem escrito, e possuir uma trama realmente bem elaborada e criativa, esperava mais dos motivos citados por Hannah. O autor deixou a desejar nesse aspecto. Talvez tenham sido postos desse modo por serem situações comuns e vivenciadas por adolescentes, tendo em vista que suicídios nessa faixa etária se tornaram tão comuns, principalmente nos EUA, tornando mais fácil uma identificação do leitor com o livro e fazendo-o refletir sobre certas atitudes e o modo como se relaciona e convive com as pessoas. Mas a “gravidade” dos acontecimentos definitivamente não é proporcional à consequência.

Em linhas gerais, o livro é muito bom. Me fez refletir sobre várias coisas, como acredito que fez a todos que o leram. Também achei interessante todo o comentário que é realizado pelo autor sobre sua obra ao final do livro.

Gif livro

Trechos que grifei:

 “Às vezes temos pensamentos que nem mesmo a gente entende. Pensamentos que nem são tão verdadeiros – que não são realmente como nos sentimos –, mas que ficam rondando nossa cabeça porque são interessantes de pensar.”
“Não há maneira melhor de explorar as emoções do que através dos versos.”
  • Público Sugerido: Jovens que gostam de suspense.
  • Pontos Positivos: Muito bem escrito, prende a atenção do leitor.
  • Pontos Negativos: O conteúdo das fitas não são “graves” o bastante para motivar um suicídio.
  • Nota:   4  (1 a 5) ****

Site Oficial do Livro

Site Oficial do Livro

http://www.thirteenreasonswhy.com/

Anúncios
2

PEQUENO SEGREDO – A lição de vida de Kat para a família Schurmann

Heloisa-Schurmann-Pequeno-Segredo-foto-do-livro

Um dos gêneros literários que me fascina: histórias reais. Já li inúmeros relatos biográficos, e posso afirmar que esse foi um dos melhores. Uma lição de vida, uma história de amor, renúncia e doação. Heloisa Schurmann é de uma família conhecida pelas aventuras ao redor do mundo a bordo de um veleiro. Por  muito tempo a família guardou um segredo, um lindo segredo. Quis o destino que a família fosse abençoada com a chegada inesperada de Kat, uma doce menina que teve a felicidade de se aventurar no veleiro junto com essa maravilhosa família. Achei o livro por acaso na livraria, até então desconhecia essa linda história. O que me chamou a atenção foi o testemunho de Glória Maria  (apresentadora da Globo)  na contracapa do livro:

“Conheci os Schurmann acompanhando pelo Fantástico sua vida de aventuras. Uma família que navegava os mares do mundo descobrindo, aprendendo, trocando conhecimentos e emoções. Eram pessoas especiais. Comecei a prestar atenção e fui percebendo que Heloisa era a luz, o eixo daquela família original e tão cheia de amor.

Li todo o livro numa noite. Os detalhes de Pequeno Segredo: a lição de vida de Kat para família Schurmann não tocaram apenas o meu coração. Eles me fizeram refletir também sobre a verdadeira natureza humana. Com sua integridade e grandeza, Heloisa nos lembra que amor é um exercício contínuo de crescimento e aceitação sem limite ou dimensão. E que a maternidade é um dom, uma benção de Deus àquelas mulheres que são capazes de entender e sentir que filho é aquele que a alma escolhe e acolhe. Venha de onde vier e como vier.

O pequeno segredo de Kat me tirou a respiração. Trouxe mais luz ao sentido verdadeiro de nossa existência.”

Trata-se de um livro extraordinário! Belíssimo! Uma história triste e ao mesmo tempo alegre. Repleta de aventuras da pequena Kat, que embarcou junto com a família Schurmann no seu veleiro Aysso e desbravou o mundo valentemente. Conheceu inúmeras culturas, aprendeu idiomas, mergulhou, nadou, subiu montanhas, conheceu pinguins, baleias, golfinhos, tubarões,  tartarugas, contemplou paisagens de tirar o fôlego, admirou o céu estrelado do veleiro em noites esplendorosas, aprendeu vivenciando inúmeras experiências. E tudo isso cercada de muito amor e cuidado.

Um dos pontos mais comoventes do livro é o capítulo com o “Diário de Kat”, onde ela relata, na pureza de sua alma infantil, suas aventuras, seus medos, suas alegrias, suas tristezas, seu mundo.

Um livro que me emocionou, me comoveu, tocou meu coração, me levou às lágrimas. Para os que gostam de livros que relatam histórias reais, esse é espetacular: leitura fácil, interessante, agradável. Um relato de tirar o fôlego, acompanhado de belas fotos que ilustram as passagens narradas.

RECOMENDO em Caps Lock, negrito e sublinhado.

Gif livro

Trechos que Grifei

“Descobrimos as verdadeiras amizades assim, quando não percebemos o tempo passar” (Pág.139)

“Assim, acostumados a uma vida pública de reportagens e entrevistas em jornais e revistas, nossa família teve que aprender a guardar uma parte de nossa história em absoluto segredo” (Pág.87)

“Lembrei-me do ditado que diz: ‘Tome cuidado com o que você deseja. Você pode acabar conseguindo.’ (Pág.85)

“Naquele paraíso eu observava Kat, como uma sereia, tão à vontade em seu macacão de neoprene, sua máscara e nadadeiras, aprendendo a mergulhar. Eram momentos de felicidade sempre que ela levantava a cabeça para fora da água e gritava, contente: – Uma estrela-do-mar! Um peixe listrado! Um polvo!” (Pág.161)

  • Público Sugerido: Quem gosta de se emocionar com histórias reais.
  • Pontos Positivos: O livro é repleto de aventuras, demonstra o sentido das palavras: doação, amor, renúncia, cuidado. Uma lição de vida.
  • Pontos Negativos: Nenhum
  • Nota: 5,0 (1 a 5) *****

O Livro virou filme

O Livro inspirou o filme, elaborado pelo irmão de Kat: David Schurmann, ainda em fase de produção, estou na expectativa para assistir.

O Pequeno Segredo                                                                                                                                                    http://www.pequenosegredo.com/

“Baseado em fatos reais, Pequeno Segredo conta a emocionante história de uma menina e três mulheres que compartilham um segredo que mudará suas vidas. A pequena Kat sobreviveu a maior das tragédias em sua infância, a perda dos pais. Após sua adoção inicia um surpreendente caminho de aventuras. Agora na adolescência, Kat busca se encaixar à uma vida normal. Heloisa, a guardiã do segredo, é uma mãe dedicada que luta para manter a integridade e união de sua família, mas ela sabe que o futuro é imprevisível. A jovem Jeane descobre no amor, que as possibilidades são infinitas, mas não conta com destino, que tem seus próprios planos. Gillane é uma senhora que se tornou fria e solitária, ela é capaz de tudo para conseguir o que quer. Um dia o passado bate em sua porta e ela embarca em uma jornada para redescobrir o amor. Histórias de amor, família, felicidade e frustração são interligadas por um único e pequeno segredo. Um filme surpreendente e inspirador que fará você mudar a maneira de ver a vida.”

Vídeo emocionante da “pequena grande marinheira”

Entrevista de Heloísa Schurman para a Globo.com

Link: Entrevista Heloísa Schurmann para Globo.com

Fotos da Família Schurmann

schurmann2 schurmann heloisa 2 heloísa e Kat heloisa schurmann3

0

MORTE SÚBITA – J. K. Rowling


J. K. Rowling - Morte Súbita

A trama se passa na pequena cidade de Pagford, Inglaterra. O personagem que move a história é Barry Fairbrother, conselheiro distrital da cidade que morre logo no primeiro capítulo, deixando uma vacância no conselho (por isso o nome do livro em inglês é The Casual Vacancy) , o que causa surpresa e alvoroço na cidade. A partir desse fato, são apresentadas várias tramas pessoais na vida dos personagens, que são muitos, são vários núcleos familiares. Aconselho ao leitor ir anotando os núcleos, pois alguns nomes são parecidos, e você muitas vezes para e tenta lembrar quem é quem. Cada núcleo é formado por uma família com filhos adolescentes, que se destacam na trama, a autora descreve muito as questões da adolescência.

No início o leitor pode ficar um pouco confuso e achar a leitura cansativa, porém  aos poucos cria-se um interesse  pela vida dos moradores de Pagford. Rowling não “alisa”, ela desnuda os personagens apontando seus pontos mais frágeis, suas ambições, seu lado bondoso, bem como um lado obscuro, pretendendo demonstrar que todos possuem seus segredos. É uma narrativa lenta, sem clímax, sem aventura ou suspense, por esse motivo demorei mais para finalizar, no entanto, quando já estava familiarizada com os personagens, tudo ficou mais fácil, e a leitura fluiu, aconselho ler devagar, sem pressa, podendo ler outros simultaneamente para não cansar.

Lentamente você vai conhecendo a alma e a personalidade de cada personagem, se afeiçoando a alguns, repudiando outros, particularmente gostei muito de Krystal Weedon, apesar de ser uma garota revoltada, percebemos que ela tem um coração bom, e que luta pela sobrevivência. Ela me emocionou. Os personagens todos são muito reais.

O final é tocante, comovente e inesperado. Um choque mesmo de realidade. Recomendo a leitura para pessoas que não se assustem com temas polêmicos.

A autora carrega a marca do menino bruxo Harry Porter, e muitos dos que compraram Morte Súbita estavam esperando algo no gênero, alguma aventura mágica tal como o mundo de fantasia de Hogwarts. Não, o livro é o extremo oposto de Porter. Ele retrata questões sociais, morais, raciais, preconceitos, bullying, drogas, desigualdades sociais, sexo, utilizando uma linguagem que algumas vezes chega a assustar, o livro é uma dose de realidade. Não é um livro para se ler em uma noite, de uma vez, é aquele livro estilo novela, para ler um pouco diariamente, um livro para ser degustado lentamente.

Recomendo a leitura, a escrita de J.K é primorosa, bem detalhada, explicada, não tinha como ser diferente, pois trata-se de uma escritora fabulosa. O tema é atual, são várias tramas familiares, e ao longo da leitura é possível extrair várias lições de vida.

Gif livro

Trechos que grifei:

”O maior erro de noventa e nove por cento das pessoas é ter vergonha de ser quem são, é mentir a esse respeito, fingindo ser alguém diferente. A honestidade era sua marca, a sua arma, a sua defesa. Quando somos honestos, as pessoas se assustam ou ficam chocados.”  (página 77)

“Que mania ele tinha de fazer juízos definitivos a partir de primeiras impressões, de uma única atitude! (página 103)

“O mais difícil, a verdadeira glória era ser quem a gente realmente é” (página 77)

“É estranho como a nossa cabeça pode saber o que o coração se recusa a aceitar.”(página 397)

“Escolher é algo perigoso: quando escolhemos, temos que abrir mão de todas as outras possibilidades” (página 436)

  • Público Sugerido: Adulto. Que não se assuste com uma linguagem mais forte e com temas polêmicos.
  • Pontos Positivos: Retrata a realidade nua e crua, sem preocupação em agradar ou desagradar, personagens reais que se assemelham com a realidade.
  • Pontos Negativos: Linguagem forte, o que na minha concepção assusta um pouco os leitores de Harry Porter.
  • Nota: 4,0 (1 a 5) ****
televisie2

O livro irá virar uma SÉRIE DE TV.

“RIO – Depois de conquistar os cinemas com as adaptações dos livros da série Harry Potter, a escritora J.K. Rowling agora parte para conquistar a telinha da TV. A BBC One anunciou que o último romance de Rowling, ‘Morte súbita’, vai virar uma série, que deve ir ao ar em 2014.
– Estamos muito animados em trazer o extraordinário retrato que J.K. Rowling fez da moderna Grã-Bretanha. É um livro de tal riqueza, com humor, comentários sociais e personagens fantásticos, que mostra de maneira perspicaz e divertida o país em que vivemos.”Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/revista-da-tv/livro-adulto-da-autora-de-harry-potter-vira-serie-de-tv-6914723#ixzz2VqyKuSb4

Reportagem da Veja em 5 de Dezembro de 2012 (clique na imagem para ampliar)

Reportagem Morte Súbita -
boy-reading-book

Leia o Primeiro Capítulo de Morte Súbita, clique no link abaixo:

.