2

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

   EDIÇÃO COMEMORATIVA ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

 

A Editora Zahar, em comemoração dos 150 anos do clássico que revolucionou gerações e até hoje encanta crianças, jovens e adultos, lançou uma edição comemorativa de luxo. A lombada é de tecido, a capa é dura, as ilustrações criadas pela renomada e premiada Adriana Pelino são de encher os olhos.

O que achei mais interessante foi a genial ideia de incorporar dois títulos em um só volume.

De um lado “Aventuras de Alice no País das Maravilhas”…

 

e é só virar o livro que o leitor se depara com “Através do Espelho e o Que Alice Encontrou por lá”

Um clássico mundial que adorei reler após tantos anos. Quando era criança li aqueles livrinhos mais resumidos, pequenos, cheios de gravuras. A figura de Alice, junto com seus personagens nada normais,  me levavam para além do mundo da imaginação.

Logo depois, com o lançamento do filme, onde a versão ganhou uma abordagem colorida, encantada,  engraçada,  o que guardei na memória e sempre associava era um mundo louco, colorido, onde tudo poderia acontecer. Tanto que até hoje quando alguém foge um pouco da realidade costuma-se dizer – “Está no mundo de ‘Alice no País das Maravilhas'”.

Agora relendo adentrei no âmago dos personagens, e percebi como muitos trechos, mesmo sendo escritos há 150 anos continuam atuais. Reparei mais nos diálogos e nas mensagens que os personagens transmitem.

O livro relata as aventuras de Alice, que após longas horas sentada na ribanceira ao lado da irmã, começa a ficar entediada, então ela resolve espiar um livro que estava lendo, sem muito interesse, pensando: “de que serve um livro, sem figuras e sem diálogos” . Já analiso o pensamento de Alice, ela estava precisando de aventuras, reais – ou não – para acender o gosto pela leitura (sem figuras).

Logo após passa correndo por ela um Coelho Branco, resmungando “estou atrasado, estou atrasado”. E foi aí que toda aventura iniciou, Alice instigada com os trajes do coelho, começou a persegui-lo.

Durante a aventura ela descobriu a poção mágica de crescimento, que tanto encolhia, como diminuía, encontrou uma lagarta fumadora de narguilé que lhe deu vários conselhos, cantou junto com uma tartaruga e um grifo, conheceu um sábio chapeleiro maluco, se surpreendeu com um gato cheio de artimanhas que desaparecia misteriosamente, desafiou a duquesa tentando argumentar de forma racional e ingênua todos os questionamentos. Enfim, a cada instante ela se depara com situações surreais.

Após vivenciar várias aventuras ela sente saudades de casa e deseja retornar para sua rotina…e só mergulhando nesta colorida, cômica e grande aventura, o leitor irá descobrir o caminho tomado pela pequena grande Alice.

A leitura flui deliciosamente, e ao longo das aventuras extraí várias passagens reflexivas.

Eis os trechos:

“Se cada um cuidasse de sua vida, o mundo giraria bem mais depressa” (pág.69)

“Explicações tomam um tempo medonho” (pág.177)

“Tudo tem uma moral, é questão de saber encontrá-la” (pág.101)

“Oh, é o amor, é o amor que faz o mundo girar. Alguém disse, Alice murmurou, “que ele gira quando cada um trata do que é da sua conta” (pág.103)

“Que isto lhe sirva de lição, nunca perca a sua calma!’ (pág.43)

“Como gostaria que as criaturas não se ofendessem tão facilmente!” (pág.60)

“Devia aprender a não fazer comentários pessoais, disse Alice com alguma severidade, “é muito indelicado.” (pág. 79)

“Se você conhecesse o Tempo tão bem como eu, disse o Chapeleiro, falaria dele com mais respeito” (pág. 81)

Sem dúvida alguma um verdadeiro presente para os fãs de Alice, bem como todas as crianças, jovens e adultos. Uma versão limitada e muito caprichada.

Segue algumas das belas ilustrações do livro:

Site da editora : Editora Zahar

 

Resenha elabora por: Carol 

Instagram @livros_e_leitura

Anúncios
0

LEITURAS ABRIL e MAIO 2015

 

ABRIL 2015

Olá leitores, estou em dívida com minhas resenhas, tempo atribulado, mas agora deixo para vocês dica de 14 livros.

Demorei mas cheguei chegando 🙂

E estou atualizando o Blog, em breve recomendações de livros e mais livros

O mês de Abril foi todo dedicado ao maravilhoso e denso livro de Ken Follet. Ele possui 980 páginas, portanto foi minha única leitura do mês.

LIVRO 21

 

 

Já deixei registrado várias vezes minha admiração pelo escritor Ken Follett, ele possui o dom de construir uma longa narrativa sem ser enfadonha, de criar vários personagens, várias famílias e ao longo do enredo ir conectando os personagens, é isso que acho incrível, a maneira encantadora de entrelaçar histórias sem tornar a leitura cansativa.

Ele situa os personagens fictícios diante de fatos históricos que realmente aconteceram, muitas vezes no meio do enredo inclui personagens reais que fizeram parte da história mundial, tais como Winston Churchill , Lênin, Kaiser Guilherme .

Em “Queda de Gigantes” ele dá vida a cinco famílias de cinco países diferentes, que no meio da trama de alguma maneira irão se conectar. Os personagens vão surgindo aos poucos e logo conquistando o leitor. Uma personagem marcante é Ethel Willians (País de Gales), ao longo da trama vários acontecimentos envolvendo a Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa interligam os personagens.

As descrições dos ambientes e atmosfera me transportaram para dentro dos acontecimentos históricos.

É o primeiro livro da trilogia “O Século” , seguido por “Inverno no Mundo” e “Eternidade por um Fio”

Demorei para começar a leitura e degustei vagarosamente cada capítulo, definitivamente, um livro imperdível.

Recomendo muito, Ken Follet é um dos meus escritores favoritos. Já li “Pilares da Terra” e “Mundo Sem Fim”

 

MAIO 2015

Eis as resenhas de minhas leituras de Maio. Um mês de muita inspiração. Gêneros bastantes diversificados

LIVRO 22

 

Um título instigante que logo desperta curiosidade no leitor.

Apesar do título, o livro aborda uma bela história de amor. Com inspiração em contos populares e na literatura de cordel a escritora conseguiu criar uma deliciosa narrativa situada no universo encantador do Cariri Paraibano.

“O valente Juvenal deixa a casa paterna e se aventura pelos caminhos do Cariri. Chegando à Fazenda Broca, vence um concurso de adivinhas e fica noivo da filha do coronel, a bela Aliana, mas precisa deixá-la para sair à procura de um remédio milagroso para o pai, que está ficando cego. Nessa busca, penetra nos mistérios do Sertão e enfrenta o terrível Fragoso Ararembé, morador da Caverna das Sete Bocas. Outros personagens se entrelaçam com a história de Juvenal, como o velho Renovato Quirino, o poeta Samuel Romano e a doce Ana Francisca, iluminados pela visão lendária do País de São Saruê”.

O enredo me surpreendeu, a leitura flui deliciosamente e os personagens são cativantes.

Fiquei encantada com o capítulo onde os personagens chegam no “País de São Saruê”, onde a vida é mansa, a comida farta e a paz reina… difícil mesmo foi depois de mergulhada neste universo encantado e finalizada a leitura acordar e voltar para nossa realidade.

Utilizando uma expressão do meu nordeste: A escritora é “arretada”!

Trechos da “Viagem a São Sarué”, do cordelista Manuel Camilo de Santos, um dos que inspiraram a escritora.

“O povo em ‘São Saruê’
tudo tem felicidade
passa bem, anda decente
não há contrariedade
sem precisar trabalhar
e tem dinheiro à vontade.

(…)

As pedras em ‘São Saruê’
são de queijo e rapadura
as cacimbas são café
já coado e com quentura
de tudo assim por diante
existe grande fartura.

(…)

Tudo lá é bom e fácil
não precisa se comprar
não há fome e nem doença
o povo vive a gozar
tem tudo e não falta nada
sem precisar trabalhar.

O livro está á venda no site: http://www.jovensescribas.com.br

 

LIVRO 23

 

Depois que comecei a lê os romances de Jojo Moyes não consegui mais parar, devoro todos os lançamentos. Ela consegue encantar o leitor que procura enredos envolvendo amor, relacionamentos, drama, comédia.

A escritora tem o talento de conseguir envolver o leitor ao longo do enredo.

O livro gera o encontro de vidas diferentes. De um lado Jess Thomas,  mãe solteira de Tazzia, uma garota prodígio na matemática, e também mãe de um “enteado”, um adolescente problemático. Ah, é preciso também mencionar outro personagem presente em toda a trama ´Norman` o enorme cachorro que vive com os três e participa de todas as aventuras ao longo do enredo.

Em outra esfera encontramos Ed Nicholls, um empresário rico, bem sucedido, que após enfrentar um grande problema em sua empresa se refugia na sua casa de veraneio na pequena cidade onde Jess (a mãe solteira)  mora e trabalha como diarista na sua mansão.

Através da narrativa várias lições podem ser extraídas, de família, persistência, paciência, amor, amizade.

Cada capítulo é narrado na terceira pessoa na visão de um personagem diante das situações que estão vivenciando.

Enfim, uma excelente leitura. Li e Recomendo

“Coisas boas acontecem. Às vezes quando menos se espera.”

LIVRO 24

 

O livro faz parte de uma série: “O Jovem Sherlock Holmes”. Gelo negro é o terceiro volume.

O autor explica que é fã dos livros de Conan Doyle, porém ele sempre abordou Sherlock  já na idade adulta, sendo assim, Andrew Lane resolveu criar uma série que retratasse Sherlock com 14 anos de idade, que explicasse como tudo começou, os primeiros mistérios desvendados, etc.

Acho uma série com uma linguagem para jovens leitores, são aventuras de Sherlock Holmes adolescente com seu melhor amigo tentando desvendar mistérios e enfrentando muitas vezes grandes problemas. Gosto do personagem do Tutor de Sherlock, bem como o irmão Microft. Com certeza irei ler o próximo da série: “Tempestade de Fogo”

Eu, particularmente, leio todo tipo de literatura: infantil, juvenil, poesias,biografia, etc. Adoro diversificar minhas leituras.

Uma leitura que flui, não muito densa. Uma aventura interessante.

 

LIVRO 25

 

Quem me acompanha sabe que adoro esse tipo de biografia. Uma maneira leve de aprender sobre grandes nomes. Uma leitura breve com ilustrações.

Steve Jobs era um garoto tímido e quieto e se tornou o maior nome da tecnologia do mundo. Ele começou uma empresa do zero e nunca teve medo de correr riscos nem de errar. Em pouco mais de 20 anos, mudou o conceito e o visual dos computadores de uso pessoal e revolucionou o mercado ao lançar telefones celulares e outros produtos que se tornaram recordistas de venda em todo o mundo.
Depois da leitura é possível também conhecer outro lado de Steve Jobs, ele era uma pessoa de difícil convivência, porém sua grande qualidade era a persistência, e também foi um símbolo de inovação, pois ele nunca estava satisfeito e sempre procurava aprimorar suas ideias.
Uma história inspiradora.

LIVRO 26

 

Excelente leitura. Adorei conhecer a história de Walt Disney de maneira leve e divertida. O livro é bastante elucidativo, possui ilustrações e texto bem escrito. Recomendo. Sabem o que significa a palavra EPCOT? Protótipo experimental da cidade do amanhã ( Experimental Prototype Community Of Tomorrow) Lendo e aprendendo . E o filme que fez mais sucesso da Disney? “Branca de Neve e os 7 anões”. Outra curiosidade, o primeiro nome do rato era Mortimer, mas a esposa de Walt achou estranho e sugeriu Mickey

Meu filho de 11 anos também leu e adorou. Recomendo para todas as idades.

 

LIVRO 27

 

Mais um da coleção dos livros anteriores. Amei a coleção, já quero mais.

 

LIVRO 28

 

Um dos meus escritores favoritos. Os textos dele são pura poesia, reflexão.

Ele consegue adentrar na minha alma e me inspirar.

O título do livro foi inspirado em uma pergunta que uma senhora fez para Rubem Alves. Partindo do questionamento ele desenvolve uma série de reflexões através de perguntas feitas para o “Mestre Benjamim”

Sinto que Rubem Alves consegue de maneira simples falar de assuntos grandiosos.

Recomendo a leitura deste, bem como todos os outros livros do mestre, escritor, educador e filósofo.

 

LIVRO 29

 

Sempre procuro inserir leituras de clássicos. Achei o livro ao acaso em casa, folheei e acabei lendo. Uma leitura rápida, engraçada e agradável. Trata-se de uma peça de teatro, e no decorrer da leitura é possível se imaginar sentada em uma cadeira de teatro rindo da comédia. Muito interessante.

 

LIVRO 30

 

Imagine minha reação (fã de u2) quando ganhei o livro?  Uniu duas paixões que tenho: livros e música. Eu sou muito fã de Bono, então tudo que é relacionado ao cantor eu me interesso.

Bono contou com a ajuda de suas duas filhas adolescentes, Eve e Jordan,.

Quando finalizei a leitura pensei: como ilustrador ele é um ótimo cantor, mas a surpresa veio ao final, descobri que  Bono só aceitou realizar o projeto porque toda renda arrecada com a venda dos livros seria revertida para o “Irish Hospice Foundation”, uma fundação sem fins lucrativos dedicada ao tratamento de pacientes com câncer terminal, a mesma que cuidou do seu pai até a morte, em agosto de 2001

— Fiz esse livro para os anjos que ajudaram tanto o meu pai em sua luta final contra o câncer.

Então, tem como não ser fã dele?

Eis um vídeo do Youtube com o processo de pintura:

Algumas ilustrações do livro:

 

LIVRO 31

O livro faz parte de uma belíssima e interessante coleção “Primeiras Leituras” da Editora Patmos, que narra através de quadrinhos, a vida e obra de grandes nomes mundialmente famosos.

O livro é destinado ao público infanto-juvenil, porém, recomendo para todas as idades, como já enfatizei: Amo HQ.

Seus autores, Jairo Cezar e Luyse Costa, narram e visualizam a vida de Augusto dos Anjos desde o seu nascimento em Sapé (PB) a sua morte em Leopoldina (MG).

Algumas ilustrações do livro:

LIVRO 32

 

Mais um livro da coleção “Primeiras Leituras”

O livro retrata  aspectos da vida de Pedro Américo, nascido em Areia (PB) e falecido em Florença (ITA), que projetou o nome do Brasil em países como  Itália, Bélgica, França e Portugal, através de suas pinturas e dos seus livros.

Tive a honra de conhecer a casa de Pedro Américo na cidade de Areia, na Paraíba, que fica perto da minha cidade.

O roteiro foi produzido por Neide Medeiros e as ilustrações ficaram por conta de Izaac Brito.

LIVRO 33

Um livro histórico, o último da escritora publicado em vida. Foi publicado em 1963, um ano antes de sua morte.

Há poesia, também angústia, questionamentos. Enfim, Cecília Meireles dispensa apresentação e floreios, ela é única.

Adorei e recomendo

“Eu sou essa pessoa a quem o vento chama,
a que não se recusa a esse final convite,
em máquinas de adeus, sem tentação de volta.

Todo horizonte é um vasto sopro de incerteza:
Eu sou essa pessoa a quem o vento leva:
já de horizontes libertada, mas sozinha.

Se a Beleza sonhada é maior que a vivente,
dizei-me: não quereis ou não sabeis ser sonho ?
Eu sou essa pessoa a quem o vento rasga.

Pelos mundos do vento em meus cílios guardadas
vão as medidas que separam os abraços.
Eu sou essa pessoa a quem o vento ensina:

“Agora és livre, se ainda recordas”

Cecília Meireles
in Solombra

LIVRO 34

 

Mais uma biografia de Augusto dos Anjos em quadrinhos. Quem me acompanha sabe que é um gênero literário que adoro. Minha paixão pelos livros começou lendo os gibis da “Turma da Mônica” e desde então sempre estou lendo quadrinhos.

 

Uffa! Estas foram as minhas leituras

 

E vamos continuar lendo!

Carol  😉

 

 

 

 

2

DOM QUIXOTE

               Dom Quixote do escritor Miguel de Cervantes é o maior livro de todos os tempos, o livro que iniciou a literatura moderna, a obra mais publicada após a Bíblia. Transcorridos mais de 400 anos, Dom Quixote continua sendo impresso, vendido, lido, debatido e servindo de inspiração para pintores, escultores, poetas e escritores.

               É a obra literária que inspirou mais artistas e obras de arte. Continua inspirando.Picasso, Dali, Delacroix, Paul Cezanne, Portinari e milhares de outros pintores, famosos ou não, pintaram as cenas do herói de Cervantes. Drummond, Garcia Lorca, Quintana, Saramago, Jorge Amado, Dostoievisky, Tolstoi e infinitos outros poetas e escritores se inspiraram no Cavaleiro da Triste Figura.

               O livro conta as aventuras de um sujeito que, de tanto ler, virou cavaleiro e parte com seu escudeiro Sancho pelo interior da Espanha. O livro é permeado de histórias paralelas e diálogos entre Dom Quixote e Sancho, que sempre dispara seus ditados. O livro tem de tudo: humor, drama, contos, novelas, experiência humana, aventuras, suspense, enfim, obra única, completa, insuperável e, portanto, eterna.

Gif livro

Trechos que grifei:

“Combater a inveja com a generosidade e o bom coração; a ira com a calma sobriedade e tranquilidade da alma.”

“Cada um com sua cruz, que um homem não deve viver sob a asa de outro, mas de Deus.”

“Sim, há um tempo de atacar e um tempo de bater em retirada; sim, nem tudo pode ser no vai ou racha.”

boy-reading-book

Avaliação

  • Público Sugerido: Todos devem ler. Livro excepcional.
  • Pontos Positivos: Inúmeros gêneros literários em uma só obra.
  • Pontos Negativos: Nenhum
  • Nota (1 a 5): 5

tartaruga_tocando_cantando

Spanish Rain – A canção foi tocada ao vivo durante a última etapa da turnê banda Viva la Vida Tour em Fevereiro e Março de 2010. A canção foi conhecida como “Don Quixote”. 

Músicas Coldplay

“Então deixamos La Mancha
Em direção às planícies mais altas
Eu e Sancho Panza
Procurando por aventuras
Rocinante nas rédeas
Para a resposta dos moinhos de vento
Você nunca vai estar sozinho
Você não vai estar sozinho nunca mais
Você nunca vai estar sozinho
Você nunca vai estar sozinho novamente
Ouvi dizer que você nunca se molhou na chuva Espanhola
Então eles mandaram o médico, para examinar meu cérebro
Disse que ele não é tão claro
Oh quando o mundo,
quando o mundo parece apenas, um pouco cruel demais
Vamos deixá-lo melhor
Faça o melhor
Então avise aquela princesa
Avise aquela princesa que desce do trem
Avise aquela princesa
Ela nunca estará sozinha novamente
Ouvi dizer que você nunca se molhou na chuva espanhola
Ooh, ooh
Ouvi dizer que você nunca se molhou na chuva espanhola”
4

É DURO SER CABRA NA ETIOPIA

Um título bem peculiar, uma capa bastante instigante.
A autora lançou uma proposta inusitada na rede, sem ter ideia do tamanho que a coisa ganharia. E a brincadeira foi levada a sério e se transformou no livro.

“Por que não elaborar um livro com material desconhecido? Inventar algo a partir do que não domino ou determino, e lidar com aquilo à medida que fosse se apresentando? Criei um site para receber textos de autores anônimos. Haveria duas limitações: deveriam ter até 1.500 caracteres, podendo menos, mas nunca uma palavra a mais, e precisariam conter comicidade. Ou melhor, eu deveria achar graça; era duro ser esceitor naquele site.” (Maitê Proença)

Cada página é diagramada de uma maneira diferente, com ilustrações. Um livro original, colorido. E no meio dos textos podemos observar anotações da autora.
Já conhecia o lado de Maitê Proença escritora.Li “Uma Vida Inventada” e me encantei com a sensibilidade e como ela domina as palavras e nos envolve na trama.

A proposta do livro ficou muito interessante.No link do Youtube abaixo a escritora explica a origem do nome do livro.

Gif livro

Trechos que grifei:

 “Não se assuste com minha face carrancuda. É que levo minha felicidade muito a sério.”(pág. 253)

“A primeira impressão é a que fica…abandonada na impressora. Quem rascunha aperfeiçoa!” (Pág. 257)

boy-reading-book

Avaliação

  • Público Sugerido: Quem gosta de textos curtos.
  • Pontos Positivos: Diagramação linda, textos interessantes, proposta inusitada.
  • Pontos Negativos: Apenas não recomendo para quem não se sente confortável com textos mais sensuais.
  • Nota (1 a 5): 3,5

Site que deu origem ao livro:

 http://www.maite.com.br/cabra/index.php

Entrevista da escritora para a Revista Cultura

(Na entrevista ela explica a origem do título do livro)

2

LARANJA MECÂNICA

Laranja Mecânica (A Clockwork Orange, originalmente), escrito pelo inglês Anthony Burguess, significa algo de muito estanho, e faz jus ao nome. O livro alcançou sucesso o bastante para ser considerado um dos cem melhores romances em língua inglesa do século 20.

A trama é ambientada numa Inglaterra futurista e gira em torno do narrador,Alex, um adolescente como qualquer outro – ou não -, comandante de uma gangue que tem como modo de diversão atividades um tanto peculiares, tais como roubar lojas e algumas práticas extremamente violentas.

Acontece que, involuntariamente o garoto comete um assassinato e é pego pela cruel polícia que vigora na época.

Ele é então submetido a um tratamento experimental, desumano e cruel para eliminar o que causaria as maldade na mente humana, mas que reduziria drasticamente sua pena. O leitor tem acesso total ao psicológico de Alex, antes, durante e depois desse processo, e é levado a refletir sobre o bem e o mal, tal como a acompanhar o amadurecimento do personagem, ao longo da história.

O impressionante é que o livro é totalmente versátil, e possui essa abertura para inúmeros tipos de interpretações.
Outro fato interessante é que o “dialeto” falado por Alex e seus amigos é baseado na linguagem “nadsat” (em nadsat, adolescente). Criada por Burguess, é uma mistura anglo-russa um tanto exótica, que causou tanto estranhamento para os britânicos, já que não há um Glossário Nadsat nas edições britânicas, como há nas brasileiras e americanas.
Eu aconselho colocar a rassudok para funcionar e viver a história da maneira que o autor imaginou. Mas para quem quiser espiar o glossário de vez em quando, tudo bem, no final todos irão adorar essa obra horrorshow.
Resenha elaborada pela leitora adolescente de 14 anos, colaboradora e co-proprietária do Instagram @livros_e_leitura .

Gif livro

Trechos que grifei:

 “Mas eu faço o que faço porque gosto de fazer.”(pág. 42)

“Nomes de partidos nada significam. A tradução da liberdade significa tudo.” (Pág. 161)

boy-reading-book

Avaliação

  • Público Sugerido: Quem gosta de ficção científica.
  • Pontos Positivos: Linguagem diferente e versatilidade.
  • Pontos Negativos: Final diferente da versão americana.
  • Nota (1 a 5): 5,0
3

GETÚLIO

A trilogia Getúlio, cujos dois primeiros livros já foram lançados, nasceu clássica.

O festejado biografo cearense consegue magnetizar o leitor numa obra fácil e gostoso de ler, contando a vida do mais importante político brasileiros de todos os tempos, o gaúcho Getúlio Dornelles Vargas, personagem que um dia disse: “sou contra biografias” (suprema ironia, pois Vargas é o brasileiro mais biografado da historia!).

No primeiro volume, com subtítulo “Dos anos de formação à conquista do poder”, é contada a história do nascimento de Getúlio até o poder em 1930. Na minha ótica, esse livro é único, pois esse período da vida de Getúlio, era desprezado pela história, nos levando a compreender o homem e o pensamento varejista, além de trazer detalhes deliciosos sobre a infância e juventude do futuro líder. Também mostra os detalhes da Revolução de 1930, as dubiedades do pensamento de Getúlio, sua inegável habilidade política, a união do Rio Grande, etc.

O segundo livro da trilogia, “Do governo provisória à ditadura do Estado Novo”, relata o longo período de poder, sua costura política para se manter no Palácio do Catete, suas contradições, o namoro com o nazifacismo e o pragmático casamento com os Aliados na II Guerra Mundial.

Dois livros fantásticos, fruto de profunda pesquisa, estudo e de muito talento do autor, Lira Neto, já consagrado com as biografias que já lançou sobre Castelo Branco, José de Alencar (o escritor e não o Vice Presidente), Maysa e o Padre Cícero e agraciado com inúmeras homenagens e prêmios, com destaque aos dois Jabutis.

Em 2014, o autor promete lançar o terceiro volume, abrangendo a derrubada do poder em 1945, a volta a Presidência pelos braços do povo e o suicídio em agosto de 1954, quando ele mesmo afirmou: “saio da vida para entrar na historia”.

Uma biografia de excelência!

Gif livro

Trechos que grifei:

 “Sou contra biografias”(pág. 5)

“Então Vossa Excelência quer a liberdade sem a responsabilidade? Questionou Getúlio. Ah já sei. Vossa Excelência quer essa liberdade que se conquista pela mancebia, como as amantes em quarto escuro” (Pág. 209)

“Deves ter ouvido dizer que a política se assemelha a um jogo de xadrez.” (Pág.492)

boy-reading-book

Avaliação

  • Público Sugerido: Quem gosta de Biografia e História do Brasil
  • Pontos Positivos: Pesquisa histórica profunda.
  • Pontos Negativos: Não há
  • Nota (1 a 5): 5

Site Oficial da Biografia de Getúlio

http://biografiagetuliovargas.com

Site Oficial do autor Lira Neto

http://www.liraneto.com

4

LINCOLN

Lincoln

A biografia “Lincoln”, de Dóris Kearns Goodwin, que inspirou o filme de Steven Spielberg, é um fantástico livro que relata o político e o humano na figura do décimo sexto presidente americano. A edição americana é intitulada por “Um Time de Rivais”, devido ao fato de Lincoln ter colocado no ministério os seus principais adversários dentro e fora do Partido Republicano.

O livro mostra como Lincoln, surgido praticamente do nada – um advogado interiorano que tinha feito um fraco mandato como deputado e perdido duas eleições para o Senado – conseguiu derrotar grandes da política americana, para se tornar o maior presidente americano, garantindo a união dos EUA e libertando os escravos.

A obra revela a habilidade política de Lincoln na montagem de um ministério repleto de rivais, mas extremamente preparado e competente. A guerra civil e os sofrimentos pessoais que o Presidente passou (especialmente a morte de um filho em plena Casa Branca), revelam a superação do homem de Illinois, expondo ainda os bastidores que levaram Lincoln a libertar os escravos e manter a união americana.

É exposta também a evolução do pensamento de Lincoln, findando por proclamar a abolição dos escravos e permitir, por exemplo, que pela primeira vez negros fossem convidados e discursassem na Casa Branca. Por fim, a enorme cultura e popularidade do Presidente, e o seu assassinato no Teatro Ford, em Washington, quando assistia uma peça no camarote presidencial. Seu cortejo fúnebre reunia mais de 200 mil pessoas. Lincoln sairia da vida e entraria na história: “o nome de nenhum homem brilharia mais forte na história que o de Abraham Lincoln”.

O livro é bem escrito, ótimo para que gosta de história, biografia e política.

Estranhei apenas o fato da edição brasileira ser um terço do tamanho da edição americana, o que é uma lástima, já que a escrita é primorosa e a história muito interessante.

Gif livro

Trechos que grifei:

 “Quando precisava de uma correspondência em particular, Lincoln tinha de vasculhar pilhas desordenadas de papéis, inspecionando como último recurso o interior do forro do seu velho chapéu, onde tinha o hábito de colocar provisoriamente cartas ou bilhetes “(pág. 12)
“Reluto em encerrar este discurso. Não somos inimigos, mas amigos. Não devemos ser inimigos. Embora as paixões possam ter esgaçado nossos laços de afeto, elas não devem desfazê-los. Os místicos acordes da memória, que se estendem a partir de cada campo de batalha e túmulo de patriota, até cada ser vivo e cada lar, por todo este vasto país, ainda irão se unir ao coro da União, quando novamente serão tocados, como sem dúvida serão pelos melhores anjos de nossa natureza” (Pág. 111)
Às cinco horas da tarde do dia 20 de fevereiro, uma quinta-feira, Willie faleceu. Minutos depois, Lincoln irrompeu no escritório de Nicolai. ‘Bem, Nicolai’, disse, ‘meu menino se foi – ele realmente se foi’. Lincoln começou a soluçar.” (Pág. 163)
boy-reading-book
  • Público Sugerido: Quem aprecia biografia e política
  • Pontos Positivos: Escrita envolvente
  • Pontos Negativos: A versão em português é bastante condensada.
  • Nota (1 a 5): 5

Trailer do Filme: televisie2